A Sanfonada Brasileira nasceu em 2014, no nordeste do Brasil, ao pé da chapada do Araripe, na cidade do Crato, Ceará. Surgiu pela necessidade de mapear os tocadores de 8 baixos da região, valorizar o forró pé-de-serra e resgatar os sanfoneiros locais através de ações de incentivo e difusão de suas obras. Em formato de apresentação musical, entremeado por conversas e troca de informações, a Sanfonada Brasileira sempre busca valorizar os mestres e incentivar os novos talentos. 

     Chegou ao Rio de Janeiro no ano de 2016 com os mestres Zé Calixto (PB), Chico Paes (CE) e Renato Borghetti (RS),  promovendo momentos de muito aprendizado, alegria e boa música. Toda a idealização, concepção artistica e direção musical é realizada por Mirele Maravilhas e Guilherme Mará, através do Núcleo de Pesquisa e Expressão dos 8 baixos do Brasil. Mará também é o apresentador, tocando 8 baixos e  acordeom. 

     Sempre dois convidados sanfoneiros, com temáticas distintas. Como Marcelo Mimoso e seu pai, Fidélis do Acordeon, que trouxeram a relação de pai e filho celebrando Luiz Gonzaga e seu Januário. Ou a participação de Rosemary do Acordeon, sanfoneira nordestina, que mora no Rio de Janeiro e faz tão bem representar as mulheres forrozeiras e guerreiras do nosso país. Ou como Nandinho Barros e Rodrigo Ramalho a representar os novos talentos e que ajudaram a renovar o cenário do forró pé-de-serra no Brasil.

     Após Niterói e Rio de Janeiro, a sanfonada realizou mais cinco apresentações na cidade de Petrópolis, nos anos de 2018 e 2019 pelo SESC Quitandinha. A partir deste movimento, mapeou-se mais de trinta sanfoneiros da região, dando início ao curso de capacitação e desenvolvimento da Orquestra Sanfônica de Petrópolis. 

     Devido à crise atual, a Sanfonada Brasileira irá se adequar e se tornar possível através de transmissões ao vivo por YouTube, Instagram e Facebook. Já dispondo de tecnologia, as transmissões manterão o formato original e receberão sempre dois convidados e temáticas variadas. Com música boa e um bom bate-papo, a Sanfonada Brasileira resiste, divulga e traz o som da sanfona com educação, emoção e muita alegria!




OBJETIVO

     Trazer a cultura da sanfona do Brasil, não somente pela música, mas com informações, curiosidades e histórias, sempre pela ótica e experiência dos convidados. 

     Valorizar e divulgar os sanfoneiros e seus trabalhos. Valorizar e divulgar o forró pé-de-serra. Reconhecer e incentivar os sanfoneiros locais e criar uma rede de troca de experiências e informações entre si. Trazer música e entretenimento cultural de qualidade.

 

JUSTIFICATIVA

       Fugindo do modo clássico de apresentação somente musical, a Sanfonada Brasileira tem um modelo diferenciado, pois a cultura de um instrumento musical como a sanfona, reflete toda uma série de valores culturais agregados. Esses valores são contados pela experiência pessoal de cada convidado, se tornando, cada apresentação, um diferente espetáculo e sempre informando e educando, sem perder seu aspecto de entretenimento.